A importância das coletâneas para (minha) formação musical

É inegável que as coletâneas cumprem um papel fundamental para o conhecimento e apresentação de uma banda ou artista. Na trajetória de algumas bandas, os chamados “Best Of” e “Greatest Hits” chegam a superar em vendas discos de carreira. No universo do rock (gênero onde mais transitei) as coletâneas cumpriram uma missão importantíssima para a minha educação musical.  Por isso divido com vocês este Post sobre algumas coletâneas que me apresentaram, ou mesmo me despertaram o interesse por uma banda.

Irei dividir em três partes, sendo as duas primeiras de rock internacional; a última de rock nacional.

 

Coletâneas do Rock Internacional – Primeira Parte

 

Van Halen – Best of Volume I

Van Halen

A primeira coletânea que seleciono aqui é o Best of Volume I do Van Halen. Lançada no ano de 1996, a compilação é basicamente composta pelos maiores sucessos das fases com David Lee Roth; Sammy Hagar, além de duas inéditas com Lee Roth. Petardos como Eruption, Ain’t Talkin’ ‘Bout Love, Dance the Night Away, Jump, Panamá, Why Can’t This be Love, Dreams,  When It’s Love, Poundcake, Right Now e Can’t Stop Lovin’ You é o cartão de visita perfeito para tornar o Van Halen um vício insaciável.

 

Red Hot Chili Peppers – What Hits!?

Red Hot

Os Red Hot Chili Peppers são uma das maiores e mais consagradas bandas da atualidade. Mas na época de lançamento de What Hits!? A banda usufruía de um sucesso recente do álbum Blood Sugar Sex Magic.  A coletânea lançada no ano de 1992 é composta por músicas dos quatro primeiros discos: Red Hot Chili Peppers (84), Freaky Stiley (85), Uplift Mofo Party Plan (87); Mothers Milk (89). Músicas como Higher Ground ( cover de Stevie Wonder), Fight Like a Brave, Behind the Sun, True Men Don’t Kill Coyotes, além do sucesso Under the Bridge fazem parte da compilação. Época que os Chili Peppers faziam algo completamente diferente do som que fazem hoje em dia. Definitivamente outra banda.

 

Queen – Greatest Hits I

Queen

O Queen é uma banda que mesmo quem não goste de rock, ou mesmo não ligue muito para música a conhece. Um verdadeiro ícone materializado principalmente em seu vocalista e líder Freddy Mercury.  O Greatest Hits lançado no ano de 1981 traz em seu repertório os maiores êxitos da banda na década de 1970.  Hinos como Bohemian Rhapsody, Another One Bites the Dust, Killer Queen, Bicycle Race, Somebody to Love, We Will Rock You e We Are the Champions ajudam a explicar a idolatria e atemporalidade de uma das maiores bandas de toda a história.

 

Ramones – Ramones Mania

Ramones

Que os Ramones são os mestres do Punk Rock ninguém discute.  E que mesmo não sendo uma banda de vendagens e sucesso comercial, a importância dos nova-iorquinos para a história do rock é algo inegável e até inquestionável. Mesmo não sendo uma banda de “hits” comerciais, os Ramones ostentam uma carreira respeitável.  Ramones Mania aborda boa parte dessa carreira. Lançado em 1988, à coletânea é uma das grandes portas de entrada para se conhecer o melhor do punk rock de todos os tempos.

 

Kiss – Double Platinum

Kiss

*You Wanted the Best, You Got the Best!!

É isso que você irá encontrar nessa coletânea do Kiss. Lançado no ano de 1978, Double Platinum compila o melhor dos mascarados na década de 1970: Do alto titulado Kiss de 73 ao Love Gun de 77.  Canções do calibre de Do You Love Me?, Calling Dr. Love, Love Gun, God of Thunder, Firehouse, Hotter than Hell, Deuce, Detroit Rock City, Beth e Rock And Roll And Nite é apenas a introdução do espetáculo que é essa coletânea: o maior show da terra!

*Você queria o melhor, você tem o melhor!!

 

Helloween – The Best – The Rest – The Rare

Helloween

O Helloween é o criador do Power Metal (no Brasil é chamado de Metal Melódico). Consagrados como os pais da vertente mais melódica do Heavy Metal, os alemães oriundos de Hamburgo construíram uma carreira respeitável, mas com alguns altos e baixos. Para muitos (inclusive para este que escreve) a coletânea The Best, The Rest, The Rare lançada em 1991 reúne o mais alto do que a banda alcançou. Com sua formação clássica, tendo Michael Kiske nos vocais, e Kai Hansen nas guitarras (e também vocais), hinos como I Want Out, Dr. Stein, Future Word, Halloween e Ride the Sky foram forjadas para sorte dos amantes do metal.

 

REM – The Best Of

REM

O REM é uma banda sui generis. Surgida no inicio da década de 1980, o quarteto de Athens na Geórgia sempre se notabilizou pela integridade e honestidade musical, sem se apegar a modismos. O inicio da carreira da banda é repleta de belas canções, bem compostas e cantadas. Michael Stipe, Peter Buck, Mike Mills e Bill Berry reuniram no The Best Of lançado no ano de 1991 a nata do inicio da carreira da banda. Músicas como Carnival of Sorts, Radio Free Europe, Talk About Passion, So. Central Rain, Driver 8, Fall on Me e The One I Love só comprovam o poder das canções do grupo, que vai muito além do mega sucesso Losing My Religion.

A seguir a segunda parte…Aguardem!

Foto cds
Meu gatinho ajudando a escolher a trilha!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s